Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

APAE DE PARÁ DE MINAS PROMOVE CAPACITAÇÃO PARA IDENTIFICAÇÃO DOS SINAIS DE RISCO DE AUTISMO E OUTROS SOFRIMENTOS PSÍQUICOS EM BEBÊS, COM A PSICANALISTA ERIKA PARLATO-OLIVEIRA

A APAE de Pará de Minas, recebeu no Centro Especializado em Reabilitação – CER III, nos dias 28 de outubro e 03 de Novembro a psicanalista Erika Parlato-Oliveira, para ministrar o curso de capacitação, que foi realizado em dois módulos, no dia 23 de outubro ela falou sobre a “Detecção dos Sinais de Risco de Autismo, e outros Sofrimentos Psíquicos em Bebês” e no dia 03 de novembro ela proferiu sobre “Intervenção com Bebês com Risco de Autismo e outros sofrimentos e seus cuidadores”.

 

A APAE de Pará de Minas, recebeu no Centro Especializado em Reabilitação – CER III, nos dias 28 de outubro e 03 de Novembro a psicanalista Erika Parlato-Oliveira, para ministrar o curso de capacitação, que foi realizado em dois módulos, no dia 23 de outubro ela falou sobre a “Detecção dos Sinais de Risco de Autismo, e outros Sofrimentos Psíquicos em Bebês” e no dia 03 de novembro ela proferiu sobre “Intervenção com Bebês com Risco de Autismo e outros sofrimentos e seus cuidadores”.

Erika Parlato-Oliveira é Mestre em linguística (UNICAMP). Doutora em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Doutora em Ciências Cognitivas e Psicolinguística (EHESS/Paris). Pós-doutorado em Psiquiatria Infantil (Hôpital Pitié-Salpetrière). Maître de Conférence em Psicologia -HDR (Paris VII). Professora do Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente (Faculdade de Medicina - UFMG) e do Programa de Pós-graduação Psicanálise e Medicina da Universidade Paris Diderot (Paris7). Co-coordenadora do DU-Diploma Universitário em « Psychisme face à la Naissance » da Universidade Paris Descartes (Paris V). Co-coordenadora regional PREAUT Brasil. Coordenadora nacional da Associação « La Cause des bébés ». Coordenadora da Coleção "Começos e tropeços na linguagem " (Instituto Langage).

Erika afirma que ficou muito satisfeita por ministrar esta capacitação à 22 profissionais de saúde da APAE e a 03 profissionais da Rede de saúde de Pará de Minas e ressaltou a importância da participação dos profissionais da rede, pois “para chegar até os sinais de riscos é preciso pegar o bebê na linha de frente, lá na UBS (Unidade Básica de Saúde), no PSF (Programa Saúde da Família), (...) identificar um sinal de sofrimento psíquico no bebê e encaminhar para a porta de entrada da APAE sem fila de espera para bebês, com equipe preparada para acolher o bebê e sua família”. Esta capacitação teve como premissa a capacitar os profissionais de saúde, para que eles possam identificar indícios de que o bebê apresente um risco de sofrimento psíquico e atuar com medidas preventivas antes do primeiro ano do bebê, para que ele se desenvolva da melhor maneira possível.

“No primeiro ano de vida, identificando o bebê com sinal de risco, a proposta é encaminhar a profissionais que já estejam capacitados para fazer intervenção, então se trabalha realmente com algo muito novo, complexo, onde há necessidade de fazer uma capacitação constante de estudar o tempo todo” afirma Erika Parlato-Oliveira.

Erika aproveitou sua passagem ao Brasil para lançar o seu mais novo livro sobre competências do bebê intitulado como “Saberes do Bebê”, o livro tem por finalidade convidar diversos pesquisadores e clínicos para apresentar as capacidades do bebê, e que antes mesmo de andar, o bebê já comunica, interage e busca o outro para uma troca.

A Gerente de Saúde, Mariana Fioravante da APAE de Pará de Minas afirma que: a capacitação com a Erika Parlato, essa renomada profissional e especialista em bebês, nos abre uma nova perspectiva. O fato de ser possível identificar antes de 1 ano de idade os sinais de sofrimento psíquico do bebê e promover uma intervenção para que o desenvolvimento do bebê siga para um outro caminho é uma mudança de paradigma. Passamos a enxergar o bebê como um ser “provocativo” e não só “responsivo”. O nosso papel como profissional é ser um facilitador na relação entre mães e esses bebês ditos como “difíceis”, na perspectiva de mudar o desenvolvimento dessa criança.

A APAE de Pará de Minas há 50 anos crescendo junto com a pessoa com deficiência e sua família.

 

 

ENTREVISTA COM ERIKA PARLATO-OLIVEIRA

ERIKA PARLATO-OLIVEIRA
 
WALACE CLEITON: Boa tarde, antes de tudo gostaria de agradecer a sua disponibilidade para capacitar os profissionais do Centro Especializado em Reabilitação da APAE Pará de Minas, e dizer que foi de grande valia estes 02 dias de capacitação para a cidade de Pará de Minas, por se tratar de assuntos tão importante para a sociedade como: A DETECÇÃO DOS SINAIS DE RISCOS EM BEBÊS COM AUTISMO E COMO É FEITO A INTERVENÇÃO. A partir da sua experiência, nessa primeira avaliação dos riscos, quais seriam os primeiros passos de acolhimento ao bebê e à sua família? E a partir da identificação, como deverá ser feito esta intervenção?

 

 ERIKA PARLATO:  Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Na sua opnião como deve ser a postura do profissional que está acolhendo o bebê, os pais e os cuidadores?

 

ERIKA PARLATO:  Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Você considera importante a capacitação dos profissionais nestes assuntos?

 

ERIKA PARLATO: Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Ao identificar os Sinais de Riscos como se deve proceder?

 

ERIKA PARLATO: Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Qual a sua visão para a cidade de Pará de Minas, depois desta capacitação para os profissionais do Centro Especializado em Reabilitação da APAE?

 

ERIKA PARLATO: Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Erika Parlato, conte um pouco sobre sua trajetória e sua relação com a pessoa com deficiência?

 

ERIKA PARLATO: Clique e ouça

 
WALACE CLEITON: Muito obrigado Erika, agradeço em nome da APAE de Pará de Minas, a sua disponibilidade em contribuir para o enriquecimento dos saberes dos nossos profissionais.

 

ERIKA PARLATO: Clique e ouça

 

Endereço:
Rua Inocêncio III, 340 • Pará de Minas • MG
E-mail:
parademinas@apaemg.org.br
Telefone:
(37) 32321024